Bolsonaro fica preso em rodovia após trabalhadores rurais fecharem estrada como protesto

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ficou preso na rodovia PA-275, em trecho próximo a Parauapebas (PA) – município que fica a cerca de 720 quilômetros de Belém (PA) – durante esta terça-feira, 2, após um movimento de trabalhadores rurais fechar parte da estrada em protesto a presença do político na área. Apesar do manifesto, o político conseguiu discursar na cidade posteriormente.

Fábio Wajngarten informou que o ex-presidente estava em deslocamento tendo partido de Marabá (PA) para Parauapebas quando se deparou com um bloqueio a aproximadamente dez quilômetros do município. Bolsonaro está no Pará cumprindo eventos com apoiadores em diversas cidades.

Apesar de Wajngarten afirmar por meio de seu perfil no X (antigo Twitter) que o ato havia sido orquestrado pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), o protesto foi realizado pela Fetraf-PA (Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Pará).

De acordo com a entidade, trabalhadores rurais acampados em Parauapebas se uniram para realizar o ato como uma resposta ao “descaso que o ex-governo Bolsonaro teve em relação à agricultura familiar no Pará”. Como motivação, a Fetraf citou o fechamento do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) e a interrupção de uma reforma agrária no estado.

“Foi um ‘boas-vindas’ ao ex-presidente de forma simbólica e crítica, ressaltando a importância de políticas públicas que realmente atendam às necessidades dos trabalhadores e trabalhadoras do campo”, pontuou a Fetraf.

Não perca nenhuma notícia importante. Assine nossa newsletter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Últimas notícias

Recomendações

Patrocinado

plugins premium WordPress

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.